Oficina Brasil


Fiat Cronos chega ao mercado brasileiro e promete revolucionar categoria

Apimentando a grande disputa entre os sedãs, o modelo chega como resposta da Fiat ao lançamento do Volkswagen Virtus e deve brigar por espaço em duas categorias

Por Caique Silva

Com a mesma mecânica do Argo, a ofensiva da Fiat na categoria dos sedãs compactos enfim foi apresentado no Brasil na última semana de fevereiro. Já lançado algumas semanas antes em Córdoba, na Argentina, havia muita expectativa para conhecer os mínimos detalhes do novo destaque da montadora italiana, que chega para ocupar o lugar de Siena e Linea.

Com a lateral totalmente igual à do hatch da Fiat até a coluna B, os grandes destaques do Cronos ficam nas partes dianteira, com uma grande frontal exclusiva, novo capô e novo para-choque, além da parte traseira também com design exclusivo para o modelo, com um porta- malas que comporta 525 litros.

O Cronos conta com uma plataforma um tanto quanto diferente em relação a do Argo. O sedã usa a base MP-S, enquanto o hatch, a MP-1. Segundo a marca, 70% da carroceria é nova no Cronos, sobretudo em respeito à rigidez torcional e suspensão. Em relação ao hatch, o três-volumes é ainda 36,5 cm mais longo.

Segundo os engenheiros da Fiat, para que o Cronos não ficasse parecendo um hatch esticado foi mantido o mesmo tamanho de entre-eixos do Argo. Por isso, para a montadora, os principais concorrentes do modelo são o Chevrolet Prisma, o Hyundai HB20S e o Toyota Etios. No entanto sua versão com motor 1.8 deve disputar espaço com os sedãs compactos Premium, que possui o também recém-lançado Virtus, da Volkswagen, o Chevrolet Cobalt e o Honda City. Em breve os modelos devem ter a concorrência do Toyota Yaris.

Diferente do Argo, o sistema start-stop não é mais um item de série na versão 1.3 manual. Segundo a Fiat, os clientes preferem ter o sistema como um opcional, por não agradar a todos. Um importante item de segurança que também não está presente na versão 1.3 manual é o controle de estabilidade, sempre elogiado pelo reparadores, mas que não aparece nem como opcional na versão.

Com cinco versões, duas possibilidades de motores e três opções de transmissão, o Fiat Cronos oferece diversas opções para os mais variados subsegmentos do setor de sedãs.

O motor 1.3 Firefly, da nova família da Fiat, desenvolve 109 cv e é combinado com transmissão manual ou o automatizado GSR, ambos de 5 marchas. Já o propulsor 1.8 desenvolve 139 cv e pode ser combinado com câmbio manual ou um automático de 6 marchas.

 

Conheça todas elas:

 

Cronos 1.3

Opção de entrada, é impulsionada pelo motor Firefly quatro cilindros 1.3 de 109 cv de potência e 14,2 kgfm de torque (ambos com 100% etanol). O câmbio é manual de cinco marchas. Ainda existe uma ampla gama de acessórios da Mopar para equipar também esta versão.

Cronos DRIVE 1.3

Em relação à versão anterior, o Fiat Cronos Drive 1.3 acrescenta o sistema multimídia Uconnect Touch 7 polegadas e a segunda porta USB – voltada para os passageiros traseiros.

Cronos DRIVE 1.3 GSR

Esta versão é equipada com o motor Firefly 1.3 e câmbio automatizado GSR (Gear Smart Ride) Comfort de cinco marchas com controle por botões no console central. O GSR Comfort inclui importantes funções como a Sport, que aciona um modo de condução mais esportivo, e Auto Upshift Abort, que proporciona retomadas mais fortes. A versão traz ainda paddle shifters atrás do volante, pelos quais o motorista pode trocar as marchas manualmente. Nesta configuração o Fiat Cronos tem os melhores números de consumo de combustível da gama, seja com etanol ou gasolina no tanque.

Nesta versão o Start&Stop é um item de série, sempre muito bem visto pelos reparadores como importante componente de economia. Outro componente presente e elogiado nas oficinas é o ESC (Controle Eletrônico de Estabilidade), que garante a dirigibilidade do carro em situações de perda de aderência dos eixos dianteiro ou traseiro, atuando por meio de sensores. As rodas são freadas de forma seletiva automaticamente enquanto a potência do motor pode ser momentaneamente diminuída, permitindo que o veículo tome a direção correta apontada pelo volante.

Outros itens presentes na versão Drive 1.3 GSR que chamam a atenção são o controle de tração (TC) e o assistente para partida em rampa (HH). O primeiro componente atua diretamente nas condições de rampas íngremes e escorregadias, como por exemplo uma subida com piso molhado. Nessa situação a baixa aderência faria com que as rodas patinassem e o veículo tivesse a dirigibilidade comprometida, mas o sistema diminui eletronicamente o torque nas rodas dianteiras para aumentar a aderência ao piso e garantir uma sequência de movimento segura. Por sua vez, o Hill Holder (HH) impede que o carro se desloque para trás nas saídas em trechos íngremes, evitando colisões. Esse item ainda atua nas manobras de estacionamento, tanto em subidas quanto em descidas.

Cronos PRECISION 1.8

Com câmbio manual de cinco marchas, a versão é equipada com motor 1.8 E.torQ Evo VIS de 139 cv de potência e 19,3 kgfm de torque (ambos com 100% de etanol). Esse propulsor tem o sistema de coletor de admissão variável - VIS (Variable Intake System), que garante mais força em baixas rotações. Com até 4.000 rpm o ar que vai para os cilindros passa por um caminho mais longo, favorecendo o torque. A partir daí, uma aleta é acionada, fazendo com que o ar percorra trajeto mais curto, incrementando a potência.

São equipamentos de série dessa versão, além daqueles da Drive 1.3, faróis com luz de posição em LED, rodas de liga leve de 16 polegadas, faróis de neblina, retrovisores elétricos com tilt down e repetidores de seta integrados, vidros elétricos traseiros, banco traseiro bipartido, sensor de estacionamento traseiro e alarme.

Cronos PRECISION 1.8 AT6

Nessa versão, a topo de linha, o Cronos possui câmbio automático de seis velocidades, o mesmo utilizado na picape Fiat Toro e no Fiat Argo. O motor é o mesmo da versão anterior, o 1.8 E.torQ Evo VIS, mas esta conta com o recurso Neutral Function, que auxilia na economia de combustível ao desacoplar o motor da transmissão em paradas rápidas de trânsito – o que também evita a incômoda sensação de que o sistema está forçando os freios.

Além dos itens da versão Precision 1.8, a versão automática traz como equipamentos de série paddle shifters atrás do volante para troca manual das marchas, controle de velocidade de cruzeiro, Ambient Lights, apoio de braço para o motorista, volante revestido de couro e maçanetas e frisos das portas cromados.

Comentários