Oficina Brasil


O ar dentro do carro pode estar muito mais poluído que o ar do lado de fora e afeta a saúde

Pode não parecer mas os reparadores também cuidam da saúde das pessoas que utilizam seus veículos e isso acontece com a manutenção do filtro de cabine que está no seu terceiro estágio de evolução

Por Antonio Gaspar

O filtro de ar da cabine, também conhecido como filtro antipólen, está instalado na entrada do sistema de ventilação dos interna dos veículos. Imaginamos que este filtro só é utilizado em veículos equipados com ar-condicionado mas na verdade temos quatro situações: 

  1. Carro sem ar-condicionado sem filtro de cabine; 

  1. Carro sem ar-condicionado com filtro de cabine; 

  1. Carro com ar-condicionado sem filtro de cabine; 

  1. Carro com ar-condicionado com filtro de cabine. 

Independente da forma que o sistema de ventilação é montado, a troca do ar no ambiente interno do veículo deve ser constante e para melhorar a qualidade deste ar que entra no veículo, é preciso utilizar meios de filtragem do ar. 

Devido à falta de ventilação, a concentração de poluentes dentro do carro pode chegar a ser 6 vezes mais elevada que no ambiente externo. A explicação para este quadro é que no ambiente externo os poluentes são diluídos e se dispersam na atmosfera. Dentro do carro isso não acontece e a concentração destes poluentes fica evidente. 

Com a necessidade de desenvolver melhorias no sistema de climatização e de ventilação dos veículos, surgiu o filtro de cabine, que também ficou conhecido como filtro antipólen devido aà flores que liberam uma nuvem destas partículas que fazem a polinização, mas as pessoas alérgicas sofrem muito em certas épocas do ano como na primavera. 

Esta foi a primeira necessidade atendida para prevenir a entrada deste material particulado que fica em suspensão na atmosfera, só que o odor também traz desconforto e o filtro precisava ser melhorado para cumprir a sua função de filtragem e também reter os odores. 

Sabemos que a maioria dos filtros de ar são feitos de papel plissado, usando uma variedade de diferentes meios de filtragem. Alguns são uma mistura de algodão e papel, enquanto outros são basicamente filtros de papel texturizados com microporos que permitem a passagem do ar e retém as sujeiras em suspensão no ar. 

Para reter também os odores, estes filtros foram impregnados com partículas de carvão ativado que apesar de mudar a cor do filtro, ficando mais escuro,  cumpre as duas funções de retenções, a sujeira e o odor. 

O filtro de ar da cabine tem que funcionar de forma eficiente para remover odores desagradáveis ​​do espaço da cabine do veículo e manter o sistema de ar-condicionado e aquecimento funcionando com a máxima eficiência. Quando substituídos regularmente, esses filtros de ar também podem reduzir muito a sua exposição aos elementos causadores de alergias. 

Elementos como a matéria orgânica em suspensão no ar pode desencadear alguns sintomas de alergia, que provocam reações de alergia menores e até graves, incluindo tosse seca, corrimento nasal, coceira nos olhos, espirros, dores de cabeça e fadiga. Mesmo com um curto período de exposição, pode ocorrer esses sintomas por até uma semana depois.

Os causadores de alergias comuns que podem entrar no veículo incluem: 

  • Grama, árvore e pólen de flores; 

  • Esporos de mofo; 

  • Poeira; 

  • Fuligem e fumaça; 

  • Pelos de animais. 

Com um filtro de ar de cabine limpo instalado, as partículas que provocam a alergia não conseguem entrar no veículo. Além disso, o filtro de cabine limpo ajudará a melhorar a função geral e a eficiência do sistema de aquecimento e ar-condicionado do veículo. 

Os filtros de ar da cabine apresentam um elemento resistente que filtra o ar de fora que flui através do sistema de climatização para dentro do veículo. Este elemento filtrante prende pequenas partículas causadoras de alergias sem impedir o fluxo de ar. No entanto, quando o elemento filtrante fica saturado de sujeira e detritos, ele diminui sua capacidade de continuar removendo as sujeiras do ar. 

Agora temos as informações que justificam a existência de três tipos de filtros de cabine, mas é importante fazer a manutenção deste elemento. 
Um filtro de ar de cabine sujo pode fazer com que o ar-condicionado funcione com menos eficiência, o que desperdiçará potência. Também diminuirá a quantidade de fluxo de ar no compartimento de passageiros. Ambas as condições resultarão em temperaturas mais altas no compartimento de passageiros exigindo muito do sistema de climatização, que terá que trabalhar mais do que realmente precisa.  

Trocar o filtro de ar da cabine do veículo não é apenas importante do ponto de vista da manutenção, mas também ajuda a garantir a segurança dos passageiros do veículo, preservando a saúde.  

 

 Localização do filtro de cabine 
O filtro de ar da cabine, ou filtro de ar-condicionado, está localizado em lugares diferentes nos carros.  

Em alguns são fáceis de localizar, remover e trocar, em outros, são mais difíceis de remover e trocar e a maioria deles pode ser encontrado dentro de uma pequena porta de inspeção ao lado do alojamento do ventilador, que pode estar atrás do porta luvas ou na direção dos pés do passageiro na caixa de ar junto ao console central.

Substituição do filtro de ar  
A primeira coisa que precisa ser feita é localizar o manual do proprietário para descobrir se o veículo está equipado com um filtro de ar da cabine. Se não encontrar as informações, provavelmente o carro não está equipado com um filtro de cabine.  

Lembrando que existem os três tipos de filtros e a decisão de usar depende de cada cliente pois as diferenças de eficiências existem e também no valor de cada tipo de filtro. 

O que é chamado de partículas é o mais barato e filtra o pó da estrada, bactérias, esporos de fungos, pólen e outros poluentes, já outro, de carvão ativado, é um pouco mais caro mas, além de filtrar tudo que já foi mencionado ele filtra os gases e odores prejudiciais à saúde.  

Os filtros mais modernos oferecem todos estes benefícios e também são preparados para inibir e reter os agentes causadores de alergias. 

 Diferente dos filtros mais comuns, este último é mais elaborado até na sua estrutura.

  1. Camada antialérgica torna esporos e bactérias inofensivos; 

  1. Camada de carvão ativado neutraliza odores e gases nocivos; 

  1. Camada de microfibra ultrafina separa partículas finas, fuligem e partículas de sujeira; 

  1. A lã dá suporte e estabiliza as outras camadas do filtro. 

 

Os filtros de cabine mais avançados oferecem um nível elevado de conforto e eficiência na retenção de partículas suspensas no ar e a maior inovação está aplicada em algumas camadas impregnadas com elementos que combatem micróbios, germes e bactérias potencialmente causadores de alergias. 

Com capacidade de reter e combater mais de 95% dos causadores de alergias, os novos filtros são o resultado obtido por fabricantes que investem muito na tecnologia de filtragem e tratamento do ar que entra no habitáculo dos veículos 

Construído com camadas múltiplas de elementos filtrantes, além da camada de filtro de partículas e da camada de carvão ativado também possui uma camada com propriedades antialérgicas e antimicrobianas. A saúde do ocupantes dos veículos recebe uma proteção adicional contra microrganismos como esporos e fungos causadores de alergias. 

A camada de carvão ativado absorve gases nocivos, como dióxido de enxofre, óxido de azoto, hidrocarbonetos e outras moléculas prejudiciais como compostos orgânicos voláteis e gases de escape.  

A eficiência dos filtros de cabine mais elaborados retém, além de partículas grandes como pólen de 5 a 100 microns de diâmetro, partículas menores que são os possíveis causadores de alergias e que em filtros de cabine tradicionais podem passar para o interior do veículo.

Alguns elementos que ficam em contato com a superfície do filtro de cabine e auxiliado pelas influências externas, como umidade e calor, formam um ambiente favorável à formação de colônias de fungos que liberam esporos que causam alergias. 

O tamanho destas partículas alérgicas é de 0,5 a 2,5 μm e combinadas com a fuligem que sai dos escapamentos de veículos diesel essas pequenas partículas podem penetrar profundamente nos alvéolos pulmões e aumentar o risco de doenças respiratórias. 

Filtros com revestimento antimicrobiano representam o maior avanço já aplicado em elementos filtrantes e podemos afirmar que temos um escudo protetor que garante a saúde dos ocupantes dos veículos. 

Para garantir esta eficiência de filtragem de ar para dentro da cabine, é preciso ficar atento à manutenção e trocar o filtro de acordo com a forma de uso do veículo e não exatamente pela quilometragem recomendada no plano de manutenção que está no manual do carro. 

Comentários