Oficina Brasil


Drive-E é a nova tecnologia Volvo dos motores compatíveis com o sistema híbrido

Projetar um motor e adicionar um turbocompressor não é o suficiente para atingir os resultados desejados, devido às exigências atuais, o motor precisa ter uma combinação de desempenho com economia

Por Antonio Gaspar de Oliveira

A Volvo desenvolveu um motor que combina esses atributos em uma nova linha denominada de motores Drive-E, iniciando com um motor de quatro cilindros com um deslocamento de 2,0 litros identificado pelo código VEP4.  

Estes são os novos motores T5 que substituem os motores mais potentes da geração anterior, no T6 foi adicionado um supercharger que atua em conjunto com o turbocompressor para oferecer maior desempenho em todos os regimes de rotações e priorizando a redução do consumo de combustível.  

A nova geração de motores Drive-E é composta pela versão turbo T5 com 240 cavalos de potência e a versão turboalimentada e sobrealimentada do T6, que produz 302 cavalos de potência, podendo chegar a 316 cavalos. 

Os motores Drive-E também podem acomodar motores elétricos adicionais para ainda mais desempenho e eficiência. O modelo XC90 é uma versão híbrida de plug-in do motor Drive-E chamado T8.  

A tecnologia Drive-E foi desenvolvida para fornecer potência responsiva, eficiência limpa, uma dirigibilidade acima dos padrões e com a mais recente tecnologia de motor configurada para atuar em conjunto com o motor elétrico.  

A pretensão da montadora é que até o ano 2025 tenha até um milhão de veículos eletrificados rodando pelas estradas, sendo que o primeiro carro totalmente elétrico estará disponível em 2019. 

Potência Responsiva 

Os novos motores de quatro cilindros possuem tecnologia avançada de impulsionamento que fornece potência quando desejada, através do uso combinado do turbocompressor e do supercharger. 

Eficiência Limpa 

Esses motores são projetados para melhorar a economia de combustível e reduzir as emissões e nas configurações de quatro cilindros melhoraram a eficiência de combustível em até 35% em comparação com linha de motores anterior e com redução de peso de até 45 Kg. 

A eletrificação é o futuro 

XC90 T8 tem a tecnologia de motores duplos – elétrico e de combustão, que o torna um veículo híbrido. 

Tecnologia de motores a gasolina – Supercharger e Turbo 

O supercharger oferece torque abaixo de 3.500 rpm que funciona em conjunto com o turbocompressor, já nos regimes de funcionamento do motor acima de 3500 rpm, apenas o turbo é aplicado.  

Com acoplamento eletromagnético, o supercharger é um dos mais rápidos e fornece potência comparativa de um motor de 6 cilindros quando necessário e uma economia de combustível de um motor de 4 cilindros. 

Quando o motor está funcionando na velocidade de cruzeiro, a embreagem eletromagnética do supercharger permanece desativada. A embreagem eletromagnética é ativada por um sinal do módulo da injeção eletrônica, quando o motorista solicita a aceleração pressionando o pedal do acelerador. 

Aproveitando a reserva de torque do virabrequim enquanto aumenta o fluxo de ar e momentaneamente retardando o avanço da ignição, isso permite mais ganho de potência e o tempo de acoplamento do supercharger é inferior a 350 milissegundos. 

A razão de giro da polia foi aumentada para sete-para-um (quase o dobro da relação convencional), significando que o supercharger, no pico, atinja a rotação de quase 24.000 rpm - tornando-o um dos compressores mais rápidos em produção. 

Combustão Avançada 

O sistema de combustão concebido para motores a gasolina é composto pela vela de ignição e pelo injetor de combustível montados e centralizados na câmara de combustão, fornecendo uma mistura homogênea ar-combustível e uma queima completa. 

Esta técnica de injeção direta centralizada proporciona: 

• Início estratificado e um aquecimento eficaz do catalisador, resultando em baixo consumo de combustível e em conformidade com as emissões Euro6 e LEVIII. 

• Torque em rotações mais baixas. 

Tecnologia de motores duplos - Híbridos  

Definição de motor duplo 

A tecnologia de motores duplos é essencialmente a combinação de um motor de combustão interna e outro motor movido a energia elétrica.  

A energia elétrica da rede pode ser armazenada em uma bateria de alta tensão e esta tecnologia é mais comumente conhecida como Plug-in Hybrid.  

Tecnologia PHEV 

Um veículo elétrico híbrido plug-in (PHEV) é um veículo no qual a bateria pode ser recarregada conectando-o a uma fonte externa de energia elétrica , bem como por seu motor e gerador a bordo. O gerador e o motor de arranque são integrados ao virabrequim e desempenham as funções de carregar a bateria, acionar a partida do motor de combustão e suporta o motor de combustão com carga elétrica. 

A tecnologia foi projetada para oferecer a experiência de três carros em um. 

• Puro - onde o carro funciona somente com energia elétrica. 

• Híbrido - onde uma combinação ideal do motor de combustão e o motor elétrico impulsionam o carro de uma forma equilibrada e sustentável. 

• Potência - onde toda a energia disponível é usada para fornecer desempenho máximo. 

Os carros com a configuração hibrida têm a bateria de alta tensão instalada sob o console no túnel, para máxima segurança e também melhor distribuição de peso que dá uma condução melhorada devido ao centro de gravidade mais baixo.

Motor elétrico no eixo traseiro 

A combinação de uso de motor a combustão e motor elétrico permite a instalação de um motor elétrico diretamente no eixo traseiro, tornando o veículo em um 4x4, sendo que no eixo dianteiro tem a combinação híbrida.  

Nesta configuração o sistema fornece torque elétrico e potência durante a aceleração, fornece funcionalidade elétrica de tração nas quatro rodas e executa a recuperação de energia do freio.

O motor elétrico traseiro é montado com ímã permanente, gera uma potência de pico de 65 kW com um torque de pico de 240 Nm, possui um sistema de troca de calor que resfria o estator com água e esta unidade pesa apenas 34Kg. 

Motor elétrico no eixo dianteiro 

O motor elétrico dianteiro também é montado com ímã permanente, gera uma potência de pico de 34 kW com um torque de pico de até 240 Nm, refrigerado a água e pesa apenas 18Kg. 

Componentes do sistema híbrido 

A bateria é um dos elementos mais importantes em um veículo híbrido e a função da bateria de alta tensão é armazenar energia. Ela recebe energia da rede elétrica de carga quando ligada a uma tomada ou carregador, também recebe energia da frenagem regenerativa do veículo e a terceira fonte de energia é o gerador que é integrado com o motor de partida. 

Com a bateria de alta tensão carregada, ela fornece energia para acionamento elétrico puro do carro e também para o funcionamento do ar-condicionado elétrico para pré-climatização do habitáculo.

Comentários