Oficina Brasil


Aula 2: Calculando a despesa variável um controle fundamental e proporcional

Há despesas que sofrem alteração de acordo com o movimento mensal da oficina, como o próprio de consumo de peças e de alguns insumos, se paga comissão também, vamos ver estas despesas

Por Pedro Luiz Scopino

Depois da primeira matéria sobre despesas fixas, veremos agora como calcular as despesas variáveis, aliás a questão maior não é calcular e sim deixar tudo muito bem documentado e planilhado, para mínimas despesas como o isqueiro para acender a solda de oxigênio, como a graxa utilizada nos elevadores, e a manutenção e atualização dos equipamentos e daí por diante!

São exemplos de despesas variáveis os valores que são alterados de forma diretamente relacionada com as vendas realizadas, e aqui totalizamos as vendas de peças, acessórios, serviços (foco principal da oficina mecânica) e de serviços externos ou de terceiros (torneiro, alinhador, pintor e funileiro, quando estes serviços não são na sua empresa).

DIFERENÇA ENTRE CUSTO E DESPESA:

Valores ligados diretamente na aquisição de mercadorias, produtos e/ou serviços são custos.

Gastos realizados na comercialização de produtos, serviços e/ou mercadorias e na administração da empresa são despesas.

AS DESPESAS VARIÁVEIS NA AUTO MECÂNICA

Parece simples analisar e afirmar que as peças compradas e vendidas na empresa são despesas variáveis, mas temos várias outras, como comissão de vendas e serviços se aplicado na sua empresa, Impostos em todas as escalas (federal, estadual e municipal).

São exemplos de despesas variáveis:

• Impostos sobre as vendas;

• Comissão com as vendas;

• Pró-labore dos sócios proporcional à venda (este é o seu salário empreendedor!);

• Custo de mercadorias;

• Comissão ou Incentivos por Metas para os colaboradores produtivos (mecânicos e auxiliares);

• Custo de serviços terceirizados;

• Despesas no administrativo, atendimento e setor financeiro;

• Encargos sociais;

• Custo variável (como materiais de consumo).

Despesas fixas e variáveis
Com algum tempo de vida da empresa se consegue ter um histórico bem confiável das despesas variáveis, ou seja, quem já tem um controle mensal sabe após alguns meses qual é a faixa média destas despesas, para quem ainda não tem este controle está mais do que na hora de começar, e assim terá um histórico em poucos meses.

Não adiantar reclamar que os impostos referentes ao faturamento do mês anterior estão altos demais! Como o imposto é variável, quanto mais serviços e peças você vendeu mais nota fiscal foi emitida, claro, maior será o valor do imposto sobre vendas, pois é uma despesa variável!

Este valor médio da despesa variável terá importante papel quando falarmos sobre ponto de equilíbrio!

ATUALIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS

Este é um investimento que deve ser tabulado, afinal de contas a quantidade de equipamentos necessários na oficina mecânica, e a necessidade de mantê-los atualizados como os scanners por exemplo, gera uma necessidade de se ter uma despesa variável, você pode colocar uma coluna desta despesa como valor variável em sua planilha de controles, ou se tem uma previsão precisa do valor anual, pode dividir este valor anual por 12 e colocá-lo como um custo fixo, que chamo por exemplo de valor de atualização de equipamentos!

Objetivo Final

Valor de Venda da Hora de Mão de obra

Aula 3

Produtivos

Aula 4

Dias e horas de Trabalho

Aula 5

Margem de Lucro

Aula 6

Valor Hora de Venda

 

Abraços a todos, até o próximo mês e $UCE$$O!

 

Comentários