Oficina Brasil


TecAlliance: soluções inteligentes para o mercado com plataforma de informações de autopeças

Confira a entrevista com a Heloísa Monzani, diretora geral da TecAlliance Brasil

Por Da Redação

A diretora geral da TecAlliance do Brasil, Heloísa Monzani, fala sobre a atuação da empresa no mercado da reposição automotiva, sua trajetória profissional, a importância do reparador independente e muito mais! Tudo isso você confere agora, em uma entrevista exclusiva ao Jornal Oficina Brasil.

Oficina Brasil: Fale um pouco sobre o trabalho da TecAlliance no mercado e a importância da empresa para o setor.
Heloísa Monzani:
A TecAlliance do Brasil é a filial brasileira da TecAlliance GMbH, holding que engloba vários produtos e serviços de informação para o mercado de reposição automotiva. É uma empresa criada por fabricantes de autopeças e distribuidores para toda a cadeia da reposição. Nossa importância é facilitar, através de dados padronizados, sempre vindos da fonte, a informação sobre a frota automotiva, as peças da reposição e informações técnicas, os processos de compra, etc.

OB: Conte-nos um pouco sobre sua trajetória profissional.
HM:
Comecei a trabalhar na empresa em julho de 2014. Atualmente sou a Diretora geral da TecAlliance do Brasil, responsável pela América do Sul.

Minha trajetória profissional no aftermarket automotivo começou em 1999, na Espanha, na Tenneco Automotive. Desde então sempre trabalhei no departamento comercial de fabricantes de autopeças como Donaldson, Bosal e Quinton Hazell, sempre responsável pelo mercado Ibérico e evoluindo de coordenadora de vendas a Diretora geral. Ao retornar ao Brasil, quis continuar no mercado e a TecAlliance proporcionou-me o desafio de criar a empresa, a infra-estrutura, a base de dados TecDoc e replicar no Brasil uma trajetória de sucesso na informação automotiva.

OB: Qual é a demanda anual da empresa e envolve quantos produtos?
HM:
No Brasil começamos com o TecDoc, nossa divisão que é a base de dados de autopeças, alimentada pelos fabricantes de peças, cuja base é a frota circulante brasileira. Eles vinculam as informações técnicas das suas peças: referência, nº original, descrição, características técnicas, imagens, gráficos, aplicações de forma padronizada e com linguagem única. Nossa base de dados proporciona ao mercado todas as opções das marcas fornecedoras de dados em diversos formatos: integração da base de dados através de Web Service, Web Shops, Apps e através do nosso catálogo eletrônico online, o TecDoc WEB, onde estão reunidas, em um único site, todas as informações dos diversos catálogos de fabricantes, padronizadas e vinculadas às aplicações. É uma grande ferramenta de consulta para lojas e reparadores.

OB: Qual a importância do reparador estratégia da TecAlliance?
HM:
O reparador é o nosso cliente-alvo. Entendemos que é o cliente final da cadeia, o “médico” dos automóveis, que faz o diagnóstico para uma revisão ou reparação e precisa ter todas as informações imediatas e atualizadas para poder realizar o seu trabalho. Nós facilitamos a correta seleção das peças, com informações técnicas e atualizadas mensalmente, sem que tenha que consultar dezenas de catálogos (em papel ou online) ou depender 100% da informação e seleção das peças realizada pelo seu fornecedor.

OB: Vocês tem noção de quantas oficinas independentes trabalham com as soluções TecAlliance?
HM:
É um número difícil de mensurar, pois as oficinas podem ter acesso ao nosso produto diretamente adquirindo a licença do TecDoc ou através dos catálogos, sistemas e portais dos distribuidores ou market places, que integram os dados do TecDoc nos seus sistemas e soluções e que podem ser consultados pelos seus clientes (lojas e através delas, as oficinas).

OB: Quais os próximos passos para aproximar ainda mais a a TecAlliance dos reparadores independentes? Quais as próximas novidades?
HM:
Lançamos no Brasil, em primeiro lugar dentre todos os países que estamos presentes, uma nova versão do catálogo online, mais flexível nas buscas, mais intuitivo e alojado em nuvem. Na Automec lançamos a versão APP e nossos clientes podem fazer consultas através do computador ou do aplicativo.
Estamos trabalhando na incorporação de mais marcas brasileiras no TecDoc, além de trabalharmos no sentido de disponibilizar informações difíceis de encontrar no mercado brasileiro, como número de chassis, referências originais, fichas técnicas, etc.

OB: Além do site da empresa, quais são as outras estratégias para tornar os produtos ainda mais disponíveis no mercado nacional e levar ao conhecimento dos reparadores? 
HM:
Com o nosso site www.tecalliance.com.br queremos nos aproximar dos clientes, informando sobre nossos produtos, que são diferentes aos que comumente encontram-se no mercado, como uma solução única e padronizada para a falta de informação de autopeças no Brasil. O que torna o TecDoc confiável é a certeza que a fonte de informações são os fabricantes e não há intervenções de terceiros, “adivinhações” ou “interpretações” sobre as características dos seus produtos. Também temos nossa loja –on-line na nossa web, facilitando a aquisição do nosso produto!

OB: Qual é a política de fidelização da empresa? Como vocês convencem o reparador e utilizar o produto?
HM:
Nosso catálogo online é uma assinatura anual, que em quase 100% dos casos renova-se, pois nossos clientes têm acesso à informação mais confiável e atualizável. Participamos de feiras, eventos e disponibilizamos licenças-teste para que o reparador conheça, utilize e teste o produto.

OB: Como você vê as redes sociais, que hoje são uma porta de esclarecimento e que acabaria ajudando a empresa em vários aspectos?
HM:
As redes sociais são ferramentas importantes de comunicação imediata e de relacionamento em um país tão extenso, mas ainda é a relação direta e a possibilidade de testar nosso produto que respondem pela maior interação TecDoc e cliente.

OB: Qual é a abrangência da base de dados do TecDoc Web?
HM:
A base de dados TecDoc tem uma cobertura de 100% dos veículos que circulam no Brasil (modelos), fabricados no Brasil ou importados e nossos fornecedores de dados (fabricantes de autopeças) alimentam-na com as informações das peças que disponibilizam para a frota brasileira, produtos nacionais ou importados que são comercializados aqui

Heloísa Monzani ainda finalizou a entrevista convidando os reparadores para conhecerem o TecDoc WEB. “Essa é ferramenta que veio para quebrar paradigmas, padronizar dados e facilitar e profissionalizar o seu-dia-dia! O contato é possível através do nosso site, redes sociais, e-mail ou telefone, será um prazer poder mostrar o que desenvolvemos para o mercado da reposição!”, finaliza a diretora.

Comentários