Oficina Brasil


Inovar no Modelo de Gestão

Se buscarmos a definição da palavra Inovar veremos que é tudo aquilo que constitui algo de novo. É o desenvolvimento e uso de novos produtos, métodos ou conceitos. É introduzir novidades, renovar, inventar e criar

Por Fábio Moraes

Porque devemos inovar o modelo de gestão em nossas oficinas?

Para permitir que as oficinas se tornem cada vez mais competitivas a médio e longo prazo e para possibilitar que os negócios sejam sustentáveis

Como inovar o modelo de gestão de sua oficina?

Analisando os indicadores (números) da oficina com regularidade.

Qualquer processo de gestão só proporciona resultados se ele for inovador para a oficina. O modelo de gestão para cada oficina é único, ou seja, depende exclusivamente do comprometimento e o envolvimento do proprietário da oficina. Mais do que isso inovar no modelo de gestão de sua oficina depende da informática. Bons computadores, boa rede de comunicação interna dos computadores, boa internet e um bom sistema.

A mudança no processo de gestão de uma oficina precisa causar impacto na estrutura da empresa ou não será possível conseguir um resultado que proporcione o que o verdadeiro significado da palavra INOVAR tem.

Neste sentido os primeiros passos para inovar no modelo de gestão é implantar em sua oficina alguns controles (indicadores) que facilitem a tomada de decisões e o acompanhamento de tudo o que acontece no dia a dia da oficina.

Passo 1: Indicador de compras (analisar diariamente onde a oficina está comprando, qual o valor diário médio de compras que a oficina suporta pagar, quando a NFe foi emitida e quando que ela foi lançada no sistema de gestão e principalmente se existe vínculo da peça com um veículo). Só comprar peças para estoque com autorização do dono da oficina ou de um responsável.

Passo 2: Indicador de venda diária (analisar diariamente se a oficina está vendendo o que precisa por dia (peças e serviços). É a meta de venda diária necessária para cobrir os custos da oficina a cada dia. Para trabalharmos este indicador é necessário trabalharmos o indicador do custo fixo e o indicador do custo variável da oficina)

Passo 3: Indicador de Contas a receber (analisar diariamente o que a oficina tinha para receber no dia anterior e não recebeu e, em cima desta análise, criar procedimentos de cobrança para os funcionários seguirem). Este indicador permite que o recebimento esteja sempre em dia, com poucos clientes em aberto.

Passo 4: Indicador de Contas a Pagar (analisar diariamente o que é preciso pagar no dia e o que a oficina precisa pagar nos próximos 7 a 10 dias). Este indicador permite, juntamente com o indicador do Contas a Receber darmos o primeiro passo para o indicador de “Fluxo de Caixa”, muito importante na realidade de todas as oficinas.

Passo 5: Indicador do caixa (analisar todos os dias o que está sendo movimentado em dinheiro na oficina e principalmente se está sendo lançado no seu sistema de gestão. Este indicador vai permitir que as oficinas realizem um planejamento para guardar dinheiro para o 13 salário e férias.

Ao trabalharmos estes indicadores estamos iniciando o processo de inovar o modelo de gestão e ao mesmo tempo criando procedimentos que, com regularidade, irão trazer muitos benefícios concretos para a oficina.

Inovar o seu modelo de gestão é:

Inovar a forma de você gerenciar a sua empresa

Inovar na forma de você se relacionar com seus funcionários clientes e fornecedores

Inovar a sua forma de agir e pensar

Inovar na forma de acompanhar a oficina todos os dias

 

Fábio Moraes

CEO da empresa Ultracar, com 25 anos de experiência em gestão e administração de oficinas. Matemático, Analista de sistema e Administrador de empresas. Auditor do IQA, (Instituto de Qualidade Automotiva), consultor do IAA e consultor de várias oficinas do Brasil. Está viajando o Brasil inteiro neste ano de 2017 ministrando palestra com o tema “Oficina de sucesso é oficina rentável: transformando reparadores em empresários

Comentários