Pitstop - Caique Silva

CESVI BRASIL dá dicas para o motorista economizar na hora de usar o carro

A combinação de direção segura, manutenção em dia e atenção no trânsito é o mais indicado

Muitos motoristas pensam, analisam e até pesquisam diversas maneiras de economizar ou evitar prejuízos com o carro. No entanto, esse assunto ainda gera algum debate, uma vez que direção segura, manutenção em dia e atenção no trânsito ajudam a preservar e prolongar a vida útil de alguns componentes importantes do veículo.

Segundo Gerson Burin, coordenador técnico do CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária da MAPFRE) essas atitudes podem atingir e gerar economia em itens básicos como nos freios, na embreagem, na suspensão e até relacionado ao consumo de combustível. Essas práticas, que podem e devem ser aplicadas no dia a dia, ajudam o motorista a poupar dinheiro com manutenções e reparos fora de época.

Outra prática muito comum, prejudicial e recorrente entre os condutores é o costume de dirigir por muito tempo no ponto morto ou na popularmente conhecida ‘banguela’. Esse vício pode afetar o sistema de frenagem do veículo ao descer a serra sem estar engatado, por exemplo. Nestes casos os freios são acionados com mais frequência e por consequência esquentam, sem ter o tempo suficiente para esfriar e, com isso, perdem eficiência.

Por fim, a última dica do especialista vai para os motoristas de ‘pés pesados’. “É indicado que os condutores evitem realizar acelerações e freadas muito bruscas. Esta ação gera mais consumo de combustível, desgaste dos freios, dos amortecedores e até mesmo dos pneus. Por isso, é indicado que o condutor acelere e freie de maneira mais suave para que todos os itens citados tenham maior durabilidade”, finaliza Burin.

comentários
Avaliar:

Comentários