Pitstop - da redação

CESVI BRASIL auxilia nos cuidados para evitar manutenções fora de época

Especialista mostra como ações simples podem ajudar a economizar

É importante que o motorista busque preservar e prolongar a vida útil de certos componentes do automóvel: manter boas condições em freios, suspensão ou na própria estrutura do carro auxiliam na economia e evita necessidade de manutenções fora de época.  O coordenador técnico do CESVI BRASIL, Alessandro Rubio, dá algumas dicas para preservar as peças.
O especialista explica que usar o freio motor do carro é uma ação que pode ser adotada no dia a dia, durante o trânsito, e não somente em viagens mais longas com o carro. “Utilizar a força do motor para frear o automóvel é simples e auxilia na preservação do sistema de freios. É bem simples. Basta que o motorista, ao diminuir cada marcha com o carro em movimento, tire o pé do pedal da embreagem enquanto freia o veículo. O combustível, gasolina ou álcool, também é poupado, pois em veículos com injeção eletrônica, por exemplo, o sistema identifica que o motor não necessita de combustível e para de injetá-lo”, comenta. Dirigir por muito tempo na chamada ‘banguela’ ou em ponto morto prejudica o sistema de freios e diminui a vida útil dos itens. “Na estrada, muitos motoristas descem a serra com seus veículos em ponto morto. O fato é que os freios, por conta disso, acabam sendo acionados com mais frequência e ficam quentes. Sem tempo para esfriar, eles perdem eficiência. A situação piora para os carros com injeção eletrônica, que gastam mais combustível se não estiverem engatados”, afirma Rubio. No caso dos carros rebaixados, passar de lado em lombadas não é a melhor alternativa para preservação da carroceria e da suspensão. “Muitos proprietários passam de lado para evitar que seus carros raspem o assoalho. No entanto, a carroceria acaba sendo torcida durante a manobra, o que pode trazer prejuízos para a estrutura do veículo. E, claro, para o bolso. É preferível sempre passar pela lombada com o veículo de frente”, conta o especialista.
Já sobre os carros automáticos, Alessandro comenta: “caso o motorista opte por reduzir a marcha manualmente e utilizar o freio motor, é importante que a rotação do motor seja respeitada antes da redução das marchas, para que não fique na faixa vermelha”.

Para mais informações sobre o CESVI BRASIL acesse o site www.cesvibrasil.com.br.

comentários
Avaliar:

Comentários