Motos e Serviços - Da redação

Philips muda centro de distribuição para atender melhor montadoras e reparadores

Deslocamento reduzirá tempo de entrega de peças em até 50%. Por ficar mais perto de clientes, resultado operacional da empresa deve aumentar ainda mais este ano

A unidade tem área construída de 2.550m2Depois de ter fábrica por quase cinco décadas e centro de distribuição por mais de seis anos em Pernambuco, a Philips Automotiva – com investimento de 1 milhão de Euros – decidiu deslocar o seu novo centro de distribuição para a cidade de Varginha, no Sul de Minas Gerais, com o objetivo de reduzir o tempo das entregas das lâmpadas automotivas e ficar mais próximo de montadoras e distribuidores.

“Iniciamos as operações em Varginha na primeira semana de janeiro último. Os resultados parciais do primeiro bimestre já indicam que conseguiremos reduzir o transit time, na média em 50%, sendo que para os principais mercados regionais, como a cidade de São Paulo e interior, Minas Gerais e Rio de Janeiro, a redução no prazo de entrega já é de oito para dois dias e para Porto Alegre de 12 para três dias. Também reduzimos muito o número de redespachos”, explica João Paulo Borgonovi, diretor geral da Philips Automotiva para América Latina.

Até dezembro de 2015, ainda com o centro de distribuição na Grande Recife, o percentual de atendimento aos clientes finais, em média, apontava 85%. Já no primeiro bimestre deste ano, subiu para 90%. “Nosso objetivo é atingir 95% ainda em 2016, patamar considerado excepcional, se considerarmos os índices globais de atendimento a O&M e aftermarket”, argumenta Borgonovi.

No segundo semestre deste ano, o canal de distribuição da Philips Automotiva vai contar com sistema de rastreamento de carga. O novo centro de distribuição, em Varginha (MG), tem área construída de 2.550 metros quadrados e 900 posições de pallets.

Dos produtos disponíveis para o mercado, a Philips oferece cerca de 180 modelos diferentes para o mercado de reposição, enquanto que apenas 100 são destinados para as montadoras. Ou seja, aproximadamente 70% do mercado da empresa é voltado para o aftermarket.

E para o mercado de motocicletas, a Philips desenvolveu, em parceria com a Honda, uma lâmpada com resistência à vibração. A empresa apresentou crescimento de 17% nas vendas voltadas para o mercado de reposição no ano passado, sendo Sul e Sudeste o maior mercado consumidor.

comentários
Avaliar:

Comentários