Gestão - Pedro Luiz Scopino

Aula 10 - Administrando a sua oficina mecânica: Produtividade ou Comissão?

Como motivar os colaboradores para termos mais eficiência e produtividade na prestação de serviços na oficina mecânica!

A produção de mão de obra em serviços automotivos tem um grande variável, a produtividade.
Partindo do princípio que há serviço para todos os produtivos da oficina mecânica, ou seja, tem serviços para todos da oficina, há possibilidades de incentivar a produtividade, lembrando das aulas anteriores, nas quais já citei o que o empresário pode fazer para diminuir o tempo de reparo, como elevadores, caixas de ferramentas individuais, quadro geral de ferramentas específicas, ferramentas pneumáticas, peça no momento certo e pessoal treinado. Assim apresentaremos três formas de motivar e valorizar a produtividade do mecânico automotivo, para que sejam atingidos níveis altos de faturamento e produtividade. Afinal de contas, podemos perfeitamente vender um serviço como uma troca de embreagem por 4 horas de trabalho e o mesmo ser executado com qualidade em 2,5 horas com um colaborador motivado, mas também poderemos ter o mesmo serviço efetuado com qualidade em cerca de 6 horas ou mais! Sim, com um colaborador desmotivado!

Três formas de motivação para atingir metas mensuráveis e atingíveis:

Comissão por serviço rea­lizado é uma modalidade de contratação muito comum no país, na qual o mecânico tem um valor mínimo correspondente ao piso mínimo da categoria e conta com porcentagens entre 40 a 50% dos valores de mão de obra vendidos, assim, quanto mais serviços este mecânico vender, mais horas vendidas teremos, e sua composição de salário e comissão serão mais altos, afinal sua motivação de fazer mais serviços com qualidade, velocidade e eficiência, trarão resultados operacionais e financeiros motivadores na questão individual. Esta modalidade provoca uma reação de cada colaborador no sentido de sempre trabalhar corretamente para se evitar retornos de serviços, e ao mesmo tempo estimula a produtividade.

Meta por horas de serviço vendido é outra modalidade de trazer mais estímulo ao profissional da reparação automotiva, sendo aplicada quando a empresa já vende seus serviços por hora trabalhada. Assim é possível estimular este colaborador motivado a ser mais rápido, mais eficiente e mais produtivo ao serem deixadas de forma bem clara as metas por horas de serviços vendidas. Novamente o colaborador poderá contar com um salário fixo, e um adicional de acordo com sua produtividade. Assim é possível pontuar cada colaborador produtivo por horas vendidas, por exemplo, a cada 120 horas vendidas recebe um adicional de x, 130 horas de y, e assim por diante. Esta modalidade também provoca uma reação de cada colaborador no sentido de sempre trabalhar corretamente para se evitar retornos de serviços, e ao mesmo tempo estimula a produtividade.

Modelo de Programa de Benefícios

Meta global por valores de vendas atingidos, é uma forma de premiar e motivar todo o time da empresa, ou seja, não é dar prêmios ou valorizar apenas o artilheiro do time, aquele que fez o gol, é uma forma de valorizar todos, ou seja, desde o atendente, o orçamentista e comprador de peças, o ajudante, o mecânico A B C e até o pessoal da faxina. Esta meta global é baseada no histórico de anos anteriores ou de um determinado período medido, e assim se define meta global em quantidade de horas vendidas ou meta global de valores gerais de peças e/ou de mão de obra que se deseja atingir. Uma vez atingida esta meta global, todos recebem x de valor adicional, por exemplo: Para o mês de Junho todos do time de colaboradores devem atingir a meta global de vendas de peças e mão de obra de R$ 90.000,00 para que todos recebam R$ 200,00, assim uma vez atingida esta meta global cada colaborador deste time receberá este valor, desde o pessoal da faxina até o mecânico, fazendo com que o time inteiro esteja mais motivado e acima de tudo mais unido por um objetivo comum. Esta modalidade provoca uma reação geral do time de colaboradores no sentido de sempre trabalhar corretamente para se evitar retornos de serviços, todos se motivam e se cobram para atingir a meta, e ao mesmo tempo estimula a produtividade e a união do time. Uma forma interessante de colocar a meta global é esta ser um pouco mais alta que o PE, o ponto de equilíbrio, assim o que se ultrapassar deste ponto, que é o mínimo esperado na empresa para não se ter prejuízo, pode ser dividido e premiar todo o time pela meta global atingida.

CONCLUSÃO

São várias as formas de se motivar um time de colaboradores, e na prestação de serviços nas oficinas mecânicas não é diferente! Mas é possível motivar de forma individual ou de forma global os colaboradores para esta façanha que é gerar faturamento e lucro na venda de mão de obra na mecânica automotiva. Particularmente eu aplico a combinação de duas modalidades, a meta por hora vendida por produtivo junto da meta global do time. Desta forma consigo premiar os que se destacam com a produtividade individual junto com a união do time na meta global, mas cada empresa pode ou não aplicar cada conceito apresentado. Caros amigos gostaram das ideias? Vamos aplicar estes conceitos e medir o aumento da produtividade.

Abraços a todos, até o próximo mês e $UCE$$O!

comentários
Avaliar:

Comentários