Evento - Vinicius Montoia

NSK comemora 45 anos da fabricação do seu primeiro rolamento no Brasil

Unidade fabril brasileira da marca japonesa foi a primeira construída fora da terra do sol nascente e chegará à marca de 4 milhões de rolamentos produzidos apenas em 2017

No dia 17 de julho a NSK comemorou os 45 anos de fabricação do seu primeiro rolamento produzido no Brasil e o início das operações na fábrica de Suzano, na Grande São Paulo, que foi a primeira unidade fora do Japão.

De acordo com Carlos Storniolo, presidente da NSK Brasil e Argentina, a fabricação de rolamentos só foi possível com muito esforço de Yoshio Sudo, hoje com 86 anos, que foi o responsável por convencer os japoneses a trazerem a NSK para a terra tupiniquim.

“Em 1953 o senhor Sudo já estudava o Brasil e em 1955 ele começou a sua jornada da implementação da empresa indo de porta em porta, durante três anos, para formar a clientela. Em meados de 1965 a NSK viu a necessidade de construir uma fábrica no país, que começou suas operações em 1972, no polo industrial de Suzano”, explicou o executivo.

Em 1970 saiu a aprovação para construção da fábrica de Suzano e em 1972 foi fabricado o primeiro rolamento. Até hoje já foram produzidos mais de 1,1 bilhão de rolamentos nesses 45 anos.

A NSK possui 64 fábricas pelo mundo em 12 países e escritórios de vendas em 30 nações. São 14 centros tecnológicos e mais de 31.500 funcionários em todo o planeta.

De acordo com Alexandre Fros, diretor de negócios das unidades aftermarket e industrial, metade do negócio da NSK é destinado para o mercado industrial e metade é voltado para o mundo automotivo, sendo que desse montante para veículos 60% é importado do Japão e 40% é fabricado aqui.

“Temos a visão 2026, estabelecida no ano passado, quando completou 100 anos de existência: ‘definindo o futuro em movimento. Soluções que vão além da imaginação’”, afirmou Fros. O diretor garantiu que o faturamento da NSK no mundo foi de US$ 93 bilhões.

“Possuímos metas ousadas para este ano fiscal e este é o momento de trabalharmos para alcançar a excelência operacional, seguindo as diretrizes estabelecidas em nossa Visão 2026”, afirmou Storniolo.

comentários
Avaliar:

Comentários