Loja do Mecânico 960x90


Evento - Jorge Matsushima

Ford participa da Virada da Mobilidade 2016 em São Paulo e mostra pró-atividade em busca de soluções

Montadora é pioneira na participação de eventos que discutem a adoção de novas alternativas de mobilidade urbana e apresenta ações e iniciativas concretas de transformação

No caótico trânsito das grandes metrópoles, é preciso repensar a forma com que nos deslocamos diariamente, e a Virada da Mobilidade é um convite à reflexão, para que toda a sociedade, incluindo poder público, empresas e o cidadão participem de forma ativa em busca de soluções e mudanças efetivas em favor da mobilidade. De forma lúdica e inteligente, o evento incentiva o uso consciente dos diversos modais de transporte incluindo carro, bicicleta, ônibus, trens, metrôs, e a integração entre eles, reforçando o conceito de intermodalidade como solução racional de transporte. Nesse contexto, a opção preferencial pelo uso do transporte individual com o automóvel figura como um dos principais hábitos a serem combatidos. Não por acaso, durante o período da virada, acontece o dia mundial sem carro, no dia 22 de setembro. Mas o objetivo destas ações não é transformar o carro no vilão da história, mas sim convidar os motoristas a experimentarem outras formas de deslocamento, diminuindo a dependência do automóvel e encontrando formas racionais para o seu uso.

Uma das principais atrações, foi o Desafio Multimodal, no qual participantes saíram de cada uma das quatro regiões da cidade (norte, sul, leste e oeste) e se deslocaram até a região da avenida Paulista, utilizando no mínimo 3 modais diferentes de transporte. Foram realizadas ainda diversas palestras, debates e workshops envolvendo temas como desafios da mobilidade urbana, soluções, alternativas, papel da iniciativa privada e poder público, além de atividades culturais, artísticas, e eventos temáticos.

Atentas a estas tendências, as montadoras de veículos já ensaiam há algum tempo o discurso de que são provedores de soluções de mobilidade. A Ford, porém, mostra através de diversas ações efetivas que este conceito é uma realidade levada muito a sério pela companhia, conforme palestra apresentada por Luciano Driemeier (foto 1 à esquerda), Gerente de Estratégia do Produto Ford América do Sul, e Marcel Bueno (foto 1 à direita), Gerente de Marketing Avançado.

Foto 1
Luciano explica: “a Ford participa da Virada da Mobilidade de São Paulo com o objetivo de contribuir com o debate sobre soluções para os desafios contemporâneos de mobilidade. Esta é uma iniciativa única no segmento automotivo, pois sabemos que o uso do automóvel é um dos principais desafios da mobilidade e queremos participar ativamente da proposta de soluções. Acreditamos que essa solução não está pronta nem é única, mas, com certeza, a Ford fará parte dela”

Marcel Bueno complementa e relata: “esta estratégia é parte do plano Ford Smart Mobility, que visa a transformar o modelo de negócios da empresa em atuar como fabricante de veículos e empresa de mobilidade.”

Para interagir com o público, a Ford montou uma tenda com projeção de cinema 360 graus onde abordou os desafios de deslocamento das grandes cidades e as iniciativas mundiais da Ford na área da mobilidade urbana. Além disso, participou do Desafio Intermodal com 4 New Fiesta EcoBoost 1.0 Turbo, apresentou o novo Fusion Hybrid 2017, e executivos da empresa participaram ativamente dos debates em torno de propostas e soluções.

Segundo Luciano, o Fusion Hybrid 2017 apresenta melhorias em relação à versão anterior, com destaque para as evoluções nos sistemas semiautônomos como o piloto automático adaptativo de segunda geração, agora com a opção “stop and go”, detecção de pedestres, assistente de frenagem, monitoramento de pontos cegos, assistente de estacionamento para vagas paralelas e perpendiculares, assistente de permanência em faixas de rolamento nas rodovias, alerta de fadiga, entre outros. A eficiência energética também evoluiu, com redução do nível de emissões de poluentes, e melhoria no consumo de combustível, que aguarda confirmação do Inmetro dentro do programa de etiquetagem veicular para a divulgação oficial do índice, com expectativa  em torno de 17km/l.

Marcel Bueno explicou que atualmente a Ford não fica apenas no discurso, e trabalha efetivamente como uma empresa de mobilidade, apoiada em 4 pilares principais que são a conectividade (destaque para o sistema Sync 3), veículos autônomos (foto 2 - previstos para 2021), experiência do usuário, com Grupos de Engenharia dedicados exclusivamente a soluções alternativas de mobilidade, e planejamento participativo, interagindo com a sociedade em busca de soluções. E Marcel projeta: “há mais de 100 anos a Ford vem mudando a forma como as pessoas se locomovem e se relacionam, e nós estamos novamente na vanguarda de uma nova era de mudanças de grande impacto.”

Foto 2

AÇÕES GLOBAIS

Algumas das estratégias globais em andamento visam a oferecer formas inteligentes de locomoção, com ações e experimentos de mobilidade ao redor do mundo, e  fazem parte da meta da Ford de participar do crescente negócio de serviços de mobilidade e transporte, em um mercado que já movimenta US$5,4 trilhões anualmente. Entre essas iniciativas estão o Ford Pass (plataforma inovadora de serviços); Compartilhamento de carros como Ford Carsharing, com 176 estações na Alemanha, GoDrive em Londres, e o CarAmigo (Bélgica); um novo laboratório de inovação em Palo Alto, no Vale do Silício, nos EUA (foto 3); investimentos em empresas de tecnologia e start-ups, e um programa de parceria com grandes cidades do mundo, chamado City Solutions, para desenvolver novas soluções de mobilidade, como disponibilidade de vans sob demanda, e compartilhamento de bicicletas (foto 4);

Foto 3

Foto 4

AÇÕES NO BRASIL

O plano global de inovação da Ford inclui várias ações no Brasil. Desde 2013 por exemplo, é a única empresa automotiva a participar da Campus Party (São Paulo-SP e Recife-PE). No Desafio São Paulo de Mobilidade em 2015, convidou desenvolvedores a criarem aplicativos para melhorar o trânsito na cidade.

A fábrica de São Bernardo do Campo-SP também conta com um grupo de engenheiros dedicados às soluções de mobilidade, que levam em conta todas as particularidades da nossa realidade local. Recentemente, iniciou-se um piloto sobre compartilhamento de carros, em que três veículos da frota da própria empresa foram disponibilizados nos finais de semana para locação aos funcionários interessados, e Marcel comenta: “o compartilhamento de veículos é outra forte tendência. Recentemente o município de São Paulo regulamentou a atividade de Carsharing, ou carros compartilhados, que estão livres do rodízio municipal, e podem utilizar estacionamentos públicos livremente. Assim como já acontece lá fora, aqui no Brasil estamos atentos a este novo mercado.”

comentários
Avaliar:

Comentários