Loja do Mecânico 960x90


Direto do Fórum - da redação

Passat 1.8 Turbo 1999 sem comunicação com scanner

Durante um procedimento de manutenção básica na suspensão, a bateria que já estava fraca se descarregou, e ao recarregá-la, veículo pegou, mas não passava de 1.500 rpm.

Defeito: Durante um procedimento de manutenção básica na suspensão, a bateria que já estava fraca se descarregou, e ao recarregá-la, veículo pegou, mas não passava de 1.500 rpm. Reparador sabia que bastava fazer um ajuste básico do corpo de borboleta, mas o problema é que nenhum scanner conseguia estabelecer a comunicação com a ECU.

Diagnóstico: Primeiro passo foi verificar se havia algum problema nos chicotes ou no conector OBD II, mas nada de anormal foi detectado. A segunda tentativa era conseguir fazer o ajuste básico do corpo de borboleta sem o scanner, mas esta possiblidade foi descartada. Restou trocar informações no Fórum, para tentar obter um esquema elétrico que pudesse auxiliar o mapeamento dos sinais básicos. Um experiente participante conseguiu repassar orientações importantes, e entre elas identificar pelas letras do motor, “AEB”, que se tratava de um modelo fabricado na Alemanha, o B5, que apresentava algumas particularidades na arquitetura eletrônica e na rede de comunicação entre a ECU e o imobilizador. 

Solução: A descrição precisa e detalhada ajudou o reparador a identificar o pino 19 no conector de 80 pinos da ECU como sendo o fio que conduzia o sinal de comunicação com o scanner. Feita a ligação direta do pino 19 ao equipamento, a comunicação se estabeleceu de imediato, e o procedimento foi concluído com sucesso.

comentários
Avaliar:

Comentários