Loja do Mecânico 960x90


Direto do Fórum - Da Redação

Melhores do Fórum - Abril 2013

Chegou um Cross Fox em minha oficina através do reboque, e o cliente relatou que o motor do carro morreu de repente e não deu mais partida

Volkswagen CrossFox não dava partida
Antônio Valdonio de Araujo Junior
, recebeu um carro com  defeito e conseguiu encontrar a solução.
Veículo: Volkswagen Cross Fox 2011 
Defeito: Motor não pegava

Diagnóstico: Chegou um Cross Fox em minha oficina através do reboque, e o cliente relatou que o motor do carro morreu de repente e não deu mais partida. Testando os componentes do veículo, notei que passava corrente para as velas, mas não chegava corrente para os injetores. Fiz ainda a revisão do sistema de injeção e decidi trocar velas, cabos e realizar limpeza de bicos. Após testar o veículo, o defeito persistia. Realizando a leitura do sistema de injeção, constaram apenas códigos reservados com número substituído por “XX”. Decidi então substituir a bobina de ignição e o sensor de rotação, mas também não solucionou o problema. 

Solução: Com a caneta de polaridade, testei as tomadas dos bicos injetores e verifiquei que não chegavam o negativo da UCE e o positivo que vem da caixa de fusível. Assim, deduzi que se não estava chegando corrente positiva nos bicos, o módulo não iria reconhecê-los, portanto, não enviaria sinal para acioná-los. Assim, fiz um “jump” de positivo direto da bateria para os bicos e, testando o veículo, o motor pegou e não desligava nada. Diante disso, percebi que o defeito deveria estar no chicote positivo até chegar à caixa de fusível. Acompanhando-o, notei que havia rompimento do mesmo. Refiz a fiação, dei partida e o veículo voltou a funcionar normalmente. Antônio Valdonio de Araujo Junior, recebeu um carro com  defeito e conseguiu encontrar a solução.

Chevrolet Corsa apresentava marcha lenta irregular e desempenho insatisfatório
Helio Junior, da oficina HelioCar de São João do Meriti-RJ, recebeu na oficina um veículo, que após testes, verificou  que foi um defeito provocado.
Veículo: GM Corsa 1.6 8V Flex 2006
Defeito: marcha lenta irregular

Diagnóstico: Um corsa 1.6 8V Flex 2006 chegou em nossa oficina com marcha lenta irregular, baixo desempenho e consumo excessivo de combustível. Verificamos velas, cabos, bobina, compressão dos cilindros, pressão e vazão de combustível, válvulas injetoras, ponto da correia dentada. Ao verificarmos a roda fônica da polia do motor, notamos que com o motor no ponto, o 20º dente da polia teria que apontar para o sensor de rotação, o que não ocorria. Encontrava-se no 26º dente. Retiramos a correia dentada para verificar a engrenagem inferior de acionamento e checar se estava com a chaveta quebrada, mas estava tudo ok. 

Solução: Observamos que a polia que estava instalada era toda de ferro, assim, verificamos sua aplicação através do código original e constatamos que a aplicação estava errada, sendo para motores 1.0. Ao instalarmos a polia correta, o 20° dente da polia ficou apontando para o sensor de rotação e todo o defeito foi eliminado. 

Após solucionarmos, o proprietário nos informou que durante uma viagem, a chaveta da engrenagem de acionamento da correia dentada no eixo de manivelas havia quebrado e foi feito o reparo na estrada onde também trocaram a polia.

Motor do Palio 1.0 morria repentinamente
O reparador Ivandel da Silva Gonçalves, solucionou o defeito do carro após diversas manutenções.
Veículo: Palio IAW G7 1.0 MPI a gasolina 
Defeito: Dificuldade em dar partida. Quando o motor pega, funciona só por cinco segundos e morre.

Diagnóstico: O veículo chegou a minha oficina com esta falha. Lendo o sistema de injeção do veículo, ficaram constatadas falhas presentes nos quatro injetores. Apagava a memória de falhas, mas estas tornavam a aparecer. Decidi injetar spray na admissão para ver se o carro pegava, e isto se confirmou, inclusive sem gerar código de falha. Com o pulsador de bicos o motor pegava, o que me garantiu que as falhas não estavam nos bicos, nem na bomba de combustível. Conferi se chegava pulso e alimentação nos bicos, e isto também se confirmou. Outro teste que efetuei foi desligar um bico. Dessa forma, o motor pegava bem, apenas com falhas nos cilindros gêmeos. Agora, quando religávamos, o motor morria.

Solução: Substituindo a UCE o defeito foi solucionado.

Motor 1.3 16V do Siena não dava partida
Renato Ramos, da Ramos Auto Elétrica localizada na cidade do Rio de Janeiro-RJ, teve um problema com um Siena e encontrou a solução para a falha.
Veículo: Fiat Siena 1.3 16V Fire
Defeito: motor não funciona

Diagnóstico: O veículo chegou à minha oficina no guincho após o proprietário ter informado que parou o veículo para ir à padaria e, quando voltou, o carro não pegou mais.

Já conferi o sensor de rotação, bobinas de ignição e realizei a limpeza dos contatos da central, mas o defeito persistiu. Reforcei os aterramentos, verifiquei chicotes e bateria, mas não encontrei a solução até então.

Solução: o chicote da ECU estava desencapado e encostava-se à carroceria do veículo. Refazendo o isolamento da região, o defeito foi sanado.

Citroën C4 apresentava falha intermitente do motor
Pedro Jeronimo, da Tecnocar de Petrolina-PE, teve um problema com veículo da linha francesa e conseguiu solucioná-lo.
Veículo: Citroën C4 2010/2011
Defeito: Motor não dá partida

Diagnóstico:
o veículo chegou à minha oficina com falha intermitente na partida do motor.  

Desta forma, buscando achar a real causa da falha do motor, testei o sistema de injeção com scanner, e os seguintes códigos constaram: P0302 – Falha de ignição no cilindro 2; P0303 - Falha de ignição no cilindro 3; P1313 – taxa de falha de ignição culpa danos catalyst – banco I. Substituí então a bobina de ignição e realizei um novo teste, mas o defeito permaneceu.

Solução: Conferindo todo o sistema de ignição, notei que os bicos estavam mal encaixados. Removi e reinstalei, assim o problema foi sanado.

Chevrolet Classic estava com lâmpada de anomalia acesa no painel
Celso Ricardo Pazzotto, da Auto Mecânica Paz-zotto localizada na cidade de São Paulo-SP, esteve com um veículo na oficina que apresentava falha de difícil solução.
Veículo: Classic 2010 VHC-E
Defeito: falha no motor

Diagnóstico: O veículo chegou à minha oficina apresentando falha no motor e luz de anomalia acesa. Ao realizar teste com scanner, foi apontada falha no aquecedor da sonda 2.

Substituímos a mesma, porém, o defeito persistiu. Novamente com scanner, detectou-se mistura pobre na sonda 2 e mistura normal na sonda 1.

Conforme dicas recebidas de outros reparadores do fórum, conferi o fusível do aquecedor da sonda e o catalisador, mas tudo estava ok.

Solução: Analisando o chicote da sonda lambda, percebi que próximo à UCE (Unidade de Contole Eletrônico), estava roído por ratos. Substituí o chicote e o defeito foi solucionado.

comentários
Avaliar:

Comentários