Direto do Fórum - Da Redação

Diagnóstico Automotivo Avançado XIII – Motor com falha não cíclica

Analisar falhas no osciloscópio, através da onda de pressão capturada no escapamento do carro por um transdutor de pressão

Defeito: Ford Ecosport 2011 apresentava falha de funcionamento em um dos cilindros do motor, mas o defeito não se manifestava de forma uniforme.

Diagnóstico: Analisar falhas no osciloscópio, através da onda de pressão capturada no escapamento do carro por um transdutor de pressão (Foto 1), tem se mostrado um meio bastante eficiente para identificar anomalias no motor, seja para descobrir qual é o pistão inoperante em casos cíclicos, que pode ter origem na elétrica, mecânica ou eletrônica, ou em casos não cíclicos, que indicam estar tudo bem com a parte mecânica. Observa-se pelo gráfico (Foto 2) que, logo após a combustão, no cilindro 3 acontecia uma anormalidade na onda de pressão do escapamento, porém, o fenômeno não se repetia em todos os ciclos. Em vermelho aparece destacada a onda que se forma em decorrência da combustão do citado cilindro, mas o fenômeno indicativo de “MISFIRE” sendo esperado sempre no mesmo ponto, não se repetia. Rapidamente o reparador concluiu que a falha de combustão estava acontecendo no cilindro número 3, e a origem do problema seguramente não seria um defeito mecânico.

Foto 1
Foto 2
Solução:
Eliminado as probabilidades mecânicas, reparador concentrou o foco nos pontos mais vulneráveis já conhecidos do sistema, como os transformadores de ignição. E na sequência da varredura, descobriu que o problema era causado por um mau funcionamento no circuito elétrico dos eletroinjetores (Foto 3).
Foto 3

comentários
Avaliar:

Comentários