Administrar uma oficina é fácil e dá lucro - Fábio Moraes

Administrar uma oficina é simples e dá lucro – “Equipe – Final“

Neste processo fica evidente que o pontapé inicial é de responsabilidade do dono da oficina e que todos na oficina só mudarão se o dono mudar

Nos dois últimos blogs falamos sobre o caminho mais curto para transformar funcionários em equipe. Se pudéssemos pegar uma linha e uma agulha poderíamos costurar estes dois blogs dizendo que temos muito trabalho a fazer e que o processo de transformar funcionários em equipe é lento, faz o proprietário gastar muita energia, mas o resultado depois faz valer a pena. 

Neste processo fica evidente que o pontapé inicial é de responsabilidade do dono da oficina e que todos na oficina só mudarão se o dono mudar. Se ele for exemplo no dia a dia destas mudanças e se tiver paciência para repetir várias vezes a mesma coisa para o funcionário, tudo funciona.

Costumo dizer que devemos falar 50 vezes com nossos funcionários a mesma coisa e, se ele estiver demonstrando boa vontade, devemos falar mais 50, porém se na terceira vez que eu falar a mesma coisa ele demonstrar má vontade ou resistência, minha opinião é que este funcionário não merece trabalhar em sua oficina. Exatamente por isso as reuniões são muito importantes e essenciais para o sucesso deste processo. 

Muitas vezes quando escutamos a palavra reunião, a primeira imagem que temos é de ser muito longa, cansativa e chata. A proposta que estamos passando é de você, dono da oficina, fazer muitas reuniões com seus funcionários, mas reuniões curtas, de no máximo 2 minutos e em pé. Apontando com precisão o motivo de você parar o trabalho dele e o que você deseja que seja feito (de qual forma). Este tipo de reunião vai mostrar aos seus funcionários sua mudança de postura (eles não estavam acostumados com você agindo desta forma). O único cuidado que você deve ter é falar em pé, no meio do pátio ou do escritório, de tal forma que todos vejam você conversando com o funcionário, mas ninguém escute o que está falando com ele.

Aos poucos este procedimento vai fazer com que os funcionários entendam como devem trabalhar para atender este novo momento da gestão da oficina e o que efetivamente significa trabalho em equipe.

Dica importante para o proprietário da oficina:

•Conheça seus funcionários, identifique os pontos fortes, distribua as funções de acordo com o perfil de cada um. Isto irá gerar uma maior satisfação para o funcionário mais resultados para a empresa.

Dica importante para o funcionário:

•Conheça seu patrão, identifique os pontos fortes. Seja ativo. Tenha iniciativa. Não espere que ele peça para fazer o que você já sabe que tem de fazer.

Deixe para seus funcionários, ao final de cada reunião rápida a mensagem: “se esforce, mais do que o normal, todos os dias”, pois é isso que eu espero da equipe e é isso que estou fazendo para dar exemplo.

 

Sobre o autor

Fábio Moraes
CEO da empresa Ultracar, com 25 anos de experiência em gestão e administração de oficinas. Matemático, Analista de sistema e Administrador de empresas. Auditor do IQA, (Instituto de Qualidade Automotiva), consultor do IAA e consultor de várias oficinas do Brasil. Viajou o Brasil inteiro no ano de 2016 ministrando palestra com o tema “Oficina dá dinheiro, mas tem que administrar”
www.ultracar.com.br/blog

comentários
Avaliar:

Comentários